Como fazer o controle de estoque em restaurantes e bares? 6 dicas

Como fazer o controle de estoque em restaurantes e bares? 6 dicas

Das tarefas de um gestor de restaurante, o controle de estoque é uma das que mais precisam de atenção. Junto com o controle financeiro, o estoque determina muito a margem de lucro e desperdícios que o negócio pode ter.

Por isso, fazer um bom controle de estoque de restaurantes requer sua atenção e acompanhamento de perto. Saber o que comprar, de quem comprar e as quantidades ideais fazem parte desse controle, por isso, confira 6 dicas que vão te ajudar nessa hora!

1. Organização é tudo!

A organização é o primeiro passo para fazer o controle de estoque em restaurantes, por isso, ela deve ser sua prioridade. Identifique e defina todos os gastos existentes, desde insumos de limpeza, embalagens e ingredientes para a cozinha.

Aliás, como a cozinha é o coração do restaurante, é dela que saem os maiores gastos, assim, sua organização é essencial para o estoque. Em uma cozinha mal organizada com certeza haverá maior desperdício e gastos extras.

Tudo deve ser sinalizado, rotulado com data de produção e de validade e os ingredientes e alimentos armazenados de forma adequada para um estoque eficaz.

Isso ajuda a estender a vida útil de alguns produtos e evita compras dobradas como quando não encontramos alguma coisa no estoque e depois verificamos que estava no lugar errado, já aconteceu com você?

2. Fichas técnicas são obrigatórias em um restaurante

Parte da organização é o uso de fichas técnicas, que são imprescindíveis em um restaurante. Com elas, você vai saber exatamente quanto custa cada prato e assim, pode determinar o lucro em cima disso.

Para o controle de estoque em restaurantes, ela é decisiva já que contém as quantidades exatas de cada produto em todos os pratos e bebidas produzidas na casa.

Existem diversos modelos de fichas técnicas utilizadas por restaurantes, mas o principal mesmo é incluir as quantidades e rendimento em porções, o preço de custo e as variáveis com gastos de produção como energia, gás, água, etc.

3. Entenda o movimento do seu restaurante

Saber quanto custa cada prato é essencial no controle de estoque, mas isso não funciona de forma isolada. É fundamental que você conheça também o seu movimento para saber como comprar de forma estratégica.

Seja para as vendas de balcão, salão ou delivery, observe o volume de vendas por dia e faça um balanço dos pratos com maior saída. É possível que você descubra que aquele prato no qual apostava não ganhou o público e acaba dando mais gastos do que lucro.

Feito isso, você vai poder se organizar melhor com as datas e quantidades de compra de acordo com informações mais certeiras e reduzir o estoque o máximo possível para aumentar os lucros, sem haver desperdícios.

4. Esteja alinhado com a equipe

Muitas vezes o dono do restaurante tem um funcionário responsável para fazer o controle de estoque, por isso, é fundamental estar alinhado e acompanhar de perto esse procedimento.

Esse alinhamento do que é comprado, o que sobra e o que pode vir a faltar, também deve ser praticado com o restante da equipe, principalmente a da cozinha. Isso porque se a equipe não for bem treinada e não houver diálogo, não haverá consumo consciente.

O uso dos produtos do estoque deve prezar o aproveitamento dos insumos, ou seja, tudo deve ser utilizado sem desperdício e seguindo as fichas técnicas, o que ajuda a padronizar os gastos para ter, também, uma boa gestão financeira.

5. Não pense apenas em economia

Ao pensar em economia, muitos restaurantes acabam comprando em grandes quantidades, reduzindo o preço. Isso pode ser uma armadilha, já que muitas vezes nem existe uma demanda tão grande e os produtos acabam perecendo. A economia acaba se transformando em gastos extras!

5.1 Tenha fornecedores parceiros

O controle de estoque em restaurantes deve levar em conta também os fornecedores. Seja um pequeno produtor ou grandes atacadistas, encontre o melhor custo-benefício para o seu negócio.

Tenha parceiros que vão oferecer não somente preço, mas qualidade e facilidades na hora de investir o seu dinheiro! Pesquise e negocie sempre, criando relações de confiança com quem você compra.

6. Automatize o seu controle de estoque

O controle de estoque pode ficar ainda mais fácil se você contar com o auxílio extra de um sistema especializado para automatizar o processo. Hoje, é possível contar com softwares de controle de estoque personalizados de acordo com sua necessidade e perfil de negócio.

Avalie se essa é uma opção viável para o seu restaurante e aproveite os benefícios da automatização para facilitar sua rotina e a operação como um todo!

Gostou desse conteúdo? Aproveite para conferir também nossos outros posts e saiba mais sobre gestão e controle de restaurantes. Além dos conteúdos do blog, temos uma equipe especializada para tirar suas dúvidas, entre em contato!

Banner E-book F-Rest

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas e guias gratuitos para o seu restaurante

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail nossas novidades, guias especiais e dicas úteis para o crescimento do seu Food Service.
Bitnami